Dicas para uma dieta desintoxicante eficaz

DICAS PARA UMA DIETA DESINTOXICANTE EFICAZ

 

No nosso dia-a-dia estamos em constante exposição a toxinas. Quer seja através da nossa dieta e dos alimentos que ingerimos, dos estilos de vida erróneos que adotamos, dos medicamentos que tomamos ou simplesmente através do ar que respiramos, é impossível evita-las.

Apesar do nosso organismo apresentar formas naturais para combater as toxinas, por vezes encontra-se tão intoxicado que dá origem a processos inflamatórios, comprometendo a eficácia das suas funções.

Alguns sintomas tais como a fadiga, dores de cabeça, distúrbios gastrointestinais e obesidade são característicos de um organismo intoxicado. Assim, torna-se de fácil perceção a importância de uma dieta desintoxicante para a eficácia de qualquer dieta de emagrecimento.

O processo de desintoxicação tem como principal objetivo a eliminação de substâncias prejudiciais acumuladas no nosso corpo.

 

Principais dicas a seguir numa dieta de desintoxicação

  • Aumentar a ingestão de líquidos sob a forma de água e infusões: Além da importância da água na eliminação de toxinas, podemos intensificar este processo através da ingestão de infusões feitas com ervas com propriedades hepatoprotetoras, antioxidantes e estimulantes da eliminação de toxinas. O boldo, cardo-mariano, alcachofra, chá-verde, dente-de-leão e berberis são algumas sugestões.

 

  • Privilegiar a ingestão de alimentos antioxidantes, entre os quais se destaca o limão, o alho, as algas marinhas (clorela e spirulina), o gengibre, alimentos ricos em fibra tais como a alcachofra, fruta variada e da época, a beterraba, os brócolos, o repolho e outros legumes de folha verde.

 

  • Reduzir os alimentos ricos em toxinas: Alimentos industrializados, o açúcar refinado, as gorduras saturadas e hidrogenadas, os refrigerantes, o álcool e as carnes vermelhas.

 

  • Incluir na dieta alimentos anti-inflamatórios: O gengibre, o açafrão, o mirtilo, a cúrcuma, o abacate, o alho, o gergelim, alimentos ricos em ómega 3, os cogumelos do tipo shiitake, alimentos com propriedades probióticas e prebióticas (que atuam na regulação intestinal), e os legumes de folha verde escura tais como os brócolos e couve-flor.

 

  • Eliminar a ingestão de alimentos acidificantes: carnes vermelhas, o leite de vaca e derivados, a farinha branca, o álcool, o tomate, a cafeína, produtos industrializados e o açúcar refinado.

 

  • Ingerir alimentos em cru ou cozinhados a vapor

 

  • Como tempero, opte pelo azeite virgem extra de primeira pressão a frio

 

Nota: Além da alteração dos nossos hábitos alimentares, é fundamental atuarmos ao nível do estilo de vida com a prática de atividade física e eliminação de hábitos tabágicos.

 

Para mais informações, marque aqui a sua consulta de nutrição em Torres Vedras